sábado, 1 de agosto de 2015

Secretaria de Fazenda nega rombo nas contas e diz que há superávit orçamentário

A nota oficial da Fazenda
A fim de evitar que o leitor  seja induzido ao erro, a Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE) esclarece alguns pontos em relação à matéria intitulada “Paulo Câmara fecha o semestre no negativo em 286 milhões”, publicada na data de hoje (31/07/2015) ,a matéria foi publicada pelo blog de jamildo, e que faz referências ao Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) do período janeiro-junho de 2015:
1) A tabela do RREO que ilustra a referida matéria diz respeito ao resultado nominal da dívida fiscal líquida (Anexo 5, p. 15 do DOE de 30/07/2015), e não ao resultado nominal que segundo o texto representaria o “balanço entre as receitas totais e as despesas totais”;
2) O resultado negativo em R$ 286.743,6 mil que consta no Anexo 5 do RREO representa, portanto, uma queda na dívida fiscal líquida do Governo de Pernambuco. Em 31 de dezembro de 2014 essa dívida era de R$ 10.183.136,5 mil e caiu para R$ 9.896.392,9 mil em junho de 2015;
3) A tabela do RREO publicado no DOE em 30/07/2015 que efetivamente apresenta o “balanço entre as receitas totais e as despesas totais” é a do balanço orçamentário (Anexo 1, p. 9). Nele consta um resultado positivo (superávit) em R$ 842.604,8 mil, que reflete a necessária reserva para pagamento do 13º salário dos servidores (utilizada parcialmente em 27/07) e outros recursos vinculados.

Tijolaço cobra resposta de Veja e MP sobre caso Romário

Por Fernando Brito, do Tijolaço:
Do Facebook de Romário, hoje:
Galera,
Estou até agora aguardando uma resposta dos repórteres, editores e da revista Veja sobre o extrato falso de banco que eles usaram para divulgar que eu tinha uma conta milionária na Suíça. Avisei aos repórteres Thiago Prado e Leslei Leitão que era mentira, mas mesmo assim eles levaram a matéria adiante, assumindo a responsabilidade da publicação. Então, eles devem responder agora. De onde veio o documento? Está mais que na hora dos veículos de imprensa, tão essenciais para nossa democracia, assumirem a responsabilidade pelas informações publicadas. Neste caso, sendo um documento falso, o sigilo da fonte não é garantido. Eles têm que revelar qual a origem do documento.
Romário, não são só eles, sumiu todo mundo.
Sabe a Polícia Federal?
O Ministério Público, de quem a Veja diz ser a posse do extrato falso?
Estão, quem sabe, reunidos com o pessoal da Veja, discutindo o que fazer diante de tamanha encrenca.
Nem uma mísera perícia no documento, se é que ele está mesmo com o MP.
Sé é verdadeiro, problemas para o baixinho.
Mas se é falso, como ficam as coisas?
Se depender da "imprensa livre" do Brasil, ficam como estão: um denúncia gravíssima, a de forjar documentos criminalizando um senador da República depende, quase que exclusivamente, da reação dos internautas nas redes sociais para ser esclarecida.
O silêncio ensurdecedor das instituições – a imprensa entre elas – é mais que uma vergonha, é um crime.

sexta-feira, 31 de julho de 2015

FHC diz que Dilma é "honrada"




Em entrevista a revista alemã de economia "Capital", o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso atribuiu ao Governo Lula a responsabilidade política pelos escândalos que atingem o Brasil. FHC defendeu ainda a presidente Dilma Rousseff e afirmou que ela não está envolvida no escândalo de corrupção da Petrobras. Segundo ele, Dilma não está envolvida diretamente, mas "o partido dela, sim, claro".
"Eu a considero uma pessoa honrada, e eu não tenho nenhuma consideração por ódio na política, também não pelo ódio dentro do meu partido, que se volta agora contra o PT", disse durante a entrevista.
Ao falar sobre o ex-presidente Lula e se ele seria envolvido no escândalo da estatal, FHC disse que não sabe em qual medida, mas afirma: "politicamente responsável ele é com certeza. Os escândalos começaram no Governo dele".
Segundo Fernando Henrique Cardoso, era impossível que Lula não soubesse do mensalão, mas que seria ir "longe demais" colocá-lo na cadeia. "Isso dividiria o país. Lula é um líder popular. Não se deve quebrar esse símbolo, mesmo que isso fosse vantajoso para o meu próprio partido. É necessário sempre ter em mente o futuro do país", finalizou.(Do blog de magno martins)

RS: PM pede para população não sair de casa



Do Portal Terra
Representantes de servidores da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros afirmaram que vão ficar nos seus quartéis na próxima segunda-feira (3) e pediram para que a população do Rio Grande do Sul não saia de casa. O motivo é o anúncio de parcelamento e atraso nos salários dos servidores estaduais , feito por secretários do governo estadual na manhã desta sexta-feira (31). O governador José Ivo Sartori (PMDB) não compareceu ao anúncio.
"Os policiais estão sendo convidados a permanecer nos quartéis e só saírem em caso de urgências e emergências, sem policiamento ostensivo", disse à Rádio Guaíba o presidente da ABAMF, entidade que representa cabos e soldados da Brigada Militar, Leonel Lucas.
O secretário da Fazenda do Rio Grande do Sul, Giovani Feltes, confirmou que os salários de todos os servidores estaduais serão parcelados, inclusive do governador e dos secretários. O valor máximo pago no início do mês será de R$ 2.150. Para quem ganha mais que este valor, outras duas parcelas foram atrasadas para os dias 13 e 25 de agosto. No dia 13 de agosto, o valor máximo a ser pago será de R$ 1 mil; o restante deverá ser pago até o dia 25. Nas palavras do secretário, faltam R$ 360 milhões para o pagamento dos salários relativos ao mês de julho. O governador José Ivo Sartori (PMDB) deverá se manifestar através de um vídeo no Facebook nas próximas horas.

Liberados R$ 5 bilhões para o Fies

A presidente Dilma Rousseff e o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, liberaram um crédito extraordinário de R$ 9,8 bilhões para o Ministério da Educação (MEC), de Encargos Financeiros da União e Operações Oficiais de Crédito. Do valor estabelecido, R$ 5,178 bilhões serão  reservados ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). As informações foram publicadas na edição desta sexta-feira (31) do "Diário Oficial da União".
Trata-se de um crédito extraordinário por ser um valor concedido além do orçamento da Educação estipulado pelo governo federal.
Da quantia destinada ao Fies, R$ 4,2 bilhões serão utilizados para consessão de contratos do programa. Além disso, R$ 578 milhões serão usados para a administração do programa e R$ 400 milhões para integralização de cotas do Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC). Para a pós-graduação e educação superior, foram liberados R$ 35,8 milhões.

Do valor total liberado, R$ 4,6 bilhões serão utilizados pela subvenção econômica em Operações de Financiamento no âmbito do Programa de Sustentação do Investimento e do Programa Emergencial de Reconstrução de Municípios Afetados por Desastres Naturais. 
As regras para a edição do segundo semestre do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que terá 61.500 vagas foram divulgadas na segunda-feira (27). As inscrições começam na próxima segunda (3) e vão até as 23h59 do dia 6. As informações foram publicadas no "Diário Oficial da União".
O MEC também divulgou na segunda, em nota, que o prazo para o aditamento de contratos já vigentes do Fies também terá início na próxima segunda (3). O prazo inclui também o aditamento de contratos que não foram renovados no primeiro semestre. "Todos os estudantes que já estão no Fies e que, por alguma razão, não realizaram o aditamento referente ao primeiro semestre de 2015 podem fazê-lo durante o período de renovação do segundo semestre, que terá início em 3 de agosto", diz o comunicado. Segundo o MEC, há menos de 100 mil pessoas nesta situação.

Instituto LULA diz ter sido alvo de "Ataque Politico"

247 - A sede do Instituto Lula, que fica no bairro do Ipiranga, zona s Paulo, foi alvo de um ataque a bomba na noite desta quinta-feira 30, informou a entidade por meio de nota nesta manhã.
O artefato explosivo foi lançado de dentro de um carro. "Felizmente ninguém se feriu", informa o comunicado, que diz ainda que o Instituto "já comunicou as polícias civil e militar, o secretário de Segurança Pública do Estado de S.Paulo e o ministro da Justiça, e espera que os responsáveis sejam identificados e punidos".
Para a entidade, trata-se de um "ataque político". O ex-presidente Lula se tornou o alvo número 1 da imprensa, que o acusa de ter cometido crimes. Nesta semana, o PT anunciou que divulgará as atividades do instituto contra "mentiras" da mídia.
"A que ponto chegou o ódio?", perguntou, pelo Twitter, o presidente do diretório estadual do PT em São Paulo, Emídio de Souza.
Leia abaixo a nota:
NOTA À IMPRENSA
Ataque político ao Instituto Lula
São Paulo, 31 de julho de 2015,
Por volta das 22h desta quinta-feira (30), a sede do Instituto Lula, em São Paulo, foi alvo de um ataque político com artefato explosivo. O objeto foi arremessado contra o prédio do Instituto de dentro de um carro. Felizmente, não houve feridos.
O Instituto Lula já comunicou as polícias civil e militar, o secretário de Segurança Pública do Estado de S.Paulo e o ministro da Justiça, e espera que os responsáveis sejam identificados e punidos.

Usuarios dão nota nove ao Programa mais Médico

Aline Leal, Repórter da Agência Brasil - Pesquisa mostra que usuários do Mais Médicos dão nota nove, em uma escala de zero a 10, como nota média para o programa. O levantamento, feito pelo Grupo de Opinião Pública da Universidade Federal de Minas Gerais, mostra que 54% dos usuários entrevistados dão nota 10 ao programa, criado em 2013 para levar médicos a regiões carentes.
Encomendado pelo Ministério da Saúde, o estudo aponta que, diferentemente do que os que são contra o programa pensavam, a maioria dos pacientes atendidos pelos médicos estrangeiros não sentiu dificuldades na comunicação. Os dados apontam que 84% não tiveram dificuldades de entendimento e que apenas 2% sentiram muita dificuldade.
Para Helcimara Telles, coordenadora da pesquisa, o que faz com que o programa seja bem avaliado é o atendimento médico. "Mesmo que a infraestrutura da Unidade Básica de Saúde não seja muito boa, mesmo que faltem coisas, quando o atendimento médico é bom isso repercute bem na avaliação do programa", defende a pesquisadora. Para a coordenadora, essa satisfação pode estar ligada à experiência dos médicos, já que 63% dos profissionais têm mais de dez anos de experiência, a maioria na atenção básica.
O perfil do usuário mostra que a maioria (80%) dos pacientes são mulheres, com filhos, renda de até dois salários mínimos e que 40% recebem bolsa família. "Isso mostra que o programa está atendendo o público alvo", explica Helcimara.
Como desafios principais apontados pelos usuários, o levantamento destaca as dificuldades no acesso aos medicamentos, na marcação de consultas e na demora para receber o atendimento. Além disso, os pacientes também reclamam que não conseguem ser atendidos pelo mesmo profissional, o que dificulta o acompanhamento do histórico de saúde.
Comparando com o período anterior à chegada dos médicos do programa, 84% acham que o atendimento melhorou muito, 83% apontam melhora na duração da consulta e 81% acreditam que o profissional conhece mais os problemas de saúde do que os médicos anteriores.
Os resultados da pesquisa foram apresentados durante o 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, em Goiânia. As entrevistas foram feitas em Unidades Básicas de Saúde de 700 municípios de todas as regiões do país entre 17 de novembro e 23 de dezembro de 2014. A margem de erro é 1%.
Para a doutora em saúde pública e professora do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Lígia Bahia, o programa cumpriu um papel importante no atendimento em áreas carentes. "Ele não muda a estrutura do sistema público de saúde, mas ele foi capaz de levar assistência a uma parcela da população que não tinha".
Ela destaca que os médicos cubanos são muito experientes e bons e que isso pode ter levado à avaliação tão positiva dos pacientes. No entanto, Lígia contesta o modelo de dar uma nota ao programa. "Uma nota resumo não é um método adequado para uma pesquisa de satisfação do usuário. Para mim, uma nota nove não quer dizer nem que o sistema é excelente e nem que não funciona.", defende,

Terceirizados do Estado têm contratos rescindidos em virtude da inadimplência


Cerca de 1900 trabalhadores terceirizados do Governo do Estado de Pernambuco, pertencente à empresa Líber Soluções em Serviço, terão seus contratos trabalhistas rescindidos no mês de agosto.
A empresa que presta serviço de terceirização comunicou ao Stealmoaic–PE, controlado pela Força Sindical, que devido aos atrasos mensais e a falta de repasses dos valores, foi obrigada a finalizar a prestação dos serviços de apoio administrativo (Lotes II e III) e também aos serviços que se refere à limpeza e desinfecção hospitalar (Lote II).
A Força Sindical, juntamente com o Stealmoaic, prometeu defeder a manutenção dos postos de trabalhos e informa que, devido à inadimplência do Governo do Estado e o contrato possuir um valor alto, outras empresas do mesmo segmento não tem interesse de assumir o contrato.
A dívida atual corresponde a R$ 32.243.128,76.
A Força Sindical reclama que a gravidade da situação em relação aos serviços hospitalares com argumento de que sem higienização e esterilização, não há cirurgias, prejudicando os serviços nos hospitais do Estado de Pernambuco. Todos os empregados serão pré avisados oficialmente no dia 01/08/2015 e serão desvinculados da empresa terceirizada no dia 31/08/2015. A empresa assumiu cumprir com todas as obrigações trabalhistas.
Em agosto, a Força Sindical irá reunir a categoria para discutir quais serão as medidas tomadas.
“Vamos aguardar o pronunciamento do Governo do Estado para solucionar o problema. 90% da categoria que pertence a este contrato possui mais de 15 anos de serviço, consequentemente, será muito difícil a recolocação profissional desses trabalhadores”, ressaltou Rinaldo Júnior, presidente da Força Sindical – PE.(Do blog de jamildo)

A briga pelo lugar de Janot

À medida que se avizinha a eleição da lista tríplice da Associação Nacional dos Procuradores da República, esquenta a disputa entre os quatro candidatos a procurador-geral da Repúblicano biênio 2015-2017, lembra Lauro Jardim, na sua coluna da Veja Online.
A Lava-Jato continua a pautar a disputa, desta vez em torno da figura de Eduardo Cunha. Eleitores de Rodrigo Janot espalham entre os demais procuradores que Carlos Frederico Santos, principal opositor de Janot, seria o preferido de Cunha.
Prova disso, dizem, seria a amizade entre Carlos Frederico e Antonio Fernando de Souza, o ex-procurador-geral que atualmente advoga para Eduardo Cunha.
Carlos Frederico dá de ombros:
- Sou amigo do Antonio Fernando, mas não tenho nada a ver com o Eduardo Cunha. Não o conheço e jamais mantive com ele qualquer contato.
A propósito, Rodrigo Janot e Carlos Frederico Santos foram agraciados com cargos de prestígio durante os dois mandatos de Antonio Fernando de Souza.
Janot dirigiu a Escola Superior do Ministério Público e o antigo Centro de Pesquisa e Segurança Institucional da instituição – este último uma espécie de braço de inteligência do MPF.
Carlos Frederico foi secretário-geral na gestão Antonio Fernando
Verba para deputados e senadores será liberada até dezembro; demora provocou traição de aliados em votaçõe
No esforço para unir a base aliada e evitar a aprovação de pautas-bomba –projetos que custem caro aos cofres públicos– no Congresso, o Palácio do Planalto autorizou nesta quinta (30) a liberação, até dezembro, de R$ 4,9 bilhões referentes a restos a pagar de emendas parlamentares de 2014 e anos anteriores.
A primeira leva, liberada na semana passada, foi de cerca de R$ 700 milhões.
Segundo o líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), o restante deve ser pago até outubro.
"São R$ 4,9 bilhões que começaram a ser liberados com R$ 700 milhões na semana passada. Vai ser espaçado [o pagamento] em agosto, setembro e outubro", disse.
A aposta do Planalto, porém, é que o pagamento seja feito até o fim do ano.
A demora para a liberação das emendas a deputados e senadores estava atrapalhando a articulação política do governo, comandada pelo vice-presidente Michel Temer, que relatou o problema diversas vezes ao ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante.
Parlamentares argumentavam que, já no meio do ano, os prefeitos diziam que não tinha dinheiro para executar obras e que, dessa forma, ficava difícil defender a gestão de Dilma Rousseff.
A insatisfação refletiu em votações importantes no Congresso, como a de medidas do ajuste fiscal, que tiveram defecções na base aliada.
A prioridade das emendas será para compra de equipamentos e máquinas, mas os recursos para obras, grande reclamação dos prefeitos, também serão contemplados. (Da Folha de S.Paulo – Marina Dias e Ranier Bragon

Corrupção na Petrobras vem da era FHC

Em seu depoimento à Polícia Federal nesta terça-feira, 28, o novo delator da Lava Jato Mário Góes revelou aos investigadores que o esquema de corrupção na Petrobras começou durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Góes contou que ouviu do ex-gerente de Serviços Pedro Barusco que Denise Kos, operadora de contas para movimentar propinas na Suíça, foi apresentada a ele por Julio Faerman, representante da SBM que negociou suborno desde o primeiro contrato de navio-plataforma da Petrobrás, na década de 1990.
Denise também teria atuado na criação da empresa Maranelle e da conta de mesmo nome na Suíça, utilizadas por Góes e Barusco para movimentar propinas do caso Petrobras no exterior.
A investigação da Polícia Federal mostrou que Góes recebeu de empreiteiras, entre 2003 e 2014, R$ 220 milhões. A PF também identificou um pagamento feito pelo operador no valor de R$ 70 mil, em 2007, a Barusco.  (Con informações de O Estado de S.Paulo)

quinta-feira, 30 de julho de 2015

'não queremos tocar fogo no circo'

247 - O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), afirmou que aceitou participar do encontro com a presidente Dilma Rousseff e demais governadores do país, pois "não confunde a instância do Executivo com a instância parlamentar". "Somos de oposição, mas não somos contra o Brasil", disse ele ao blog do jornalista Josias de Souza.
“No PSDB, não confundimos a instância do Executivo com a instância parlamentar. Cada um tem o seu papel. O meu papel e o de outros companheiros, como o Geraldo Alckmin, é o de governar. Para nós, quanto menos crise tiver, melhor. Queremos ajudar o país. Não queremos tocar fogo no circo”, afirmou
Perillo afirmou que, submetidos aos efeitos da crise econômica, todos os governadores têm as mesmas preocupações. “Não importa o partido, sofremos as mesmas consequências. Apesar de o Centro-Oeste e Goiás crescerem mais do que a média do Brasil, a gente também enfrenta os desdobramentos da crise. Nenhum governador tem mais de onde cortar despesas. E as receitas minguam à medida que a atividade econômica se retrai. Cai a arrecadação. E a conta não fecha”, disse.

Hospital da Mulher está 85% concluído

As obras do Hospital da Mulher receberam, na manhã de hoje, a visita do prefeito Geraldo Júlio, acompanhado da secretária-executiva do Ministério da Saúde, Ana Paula Menezes, além do senador Humberto Costa, do secretário municipal de Saúde, Jaílson Correia, e do secretário estadual de Saúde, José Iran Costa Júnior. Durante a vistoria, a secretária garantiu a liberação imediata de R$ 700 mil para os serviços, que já alcançaram 85% de conclusão. A previsão de entrega é até o final deste ano, com investimento total de R$ 56,8 milhões.
“Todo o cronograma para a entrega do Hospital da Mulher até dezembro deste ano está mantido. É muito importante esta parceria do Governo Federal com a Prefeitura do Recife para este equipamento, que será muito bem utilizado pelas mulheres do Recife”, explicou o prefeito. “Nós estamos vendo aqui uma estrutura já bastante adiantada, com algumas áreas faltando apenas o piso e o forro”, acrescentou. O prefeito também revelou que outros R$ 4 milhões estão em tramitação para serem liberados nos próximos dias.
A secretária-executiva do Ministério da Saúde também comemorou o estágio em que a obra se encontra e disse que regularmente realizaria visitas como estas. “Acho que este tipo de visita serve também para estimular a equipe que está trabalhando aqui. O Hospital da Mulher é um equipamento muito importante, já que a redução da mortalidade materna é uma meta que nós temos e precisamos cumprir. É uma obra relevante e estamos acompanhando de perto”, disse Ana Paula Menezes.
O Hospital da Mulher do Recife será a primeira unidade de saúde de grande porte construída pela gestão municipal na capital pernambucana. A unidade está orçada em R$ 56,8 milhões, dos quais R$ 48,8 milhões são oriundos de convênio com o Governo Federal, e vai reunir em um único lugar atendimento de urgência e emergência 24 Horas, centro obstétrico, cirúrgico, UTI materna e neonatal, Clínica Ambulatorial, Diagnóstico, Apoio Terapêutico, além de assistência à mulher vítima de violência. “São serviços muito importantes para as mulheres do Recife. Teremos aqui uma maternidade de alto risco para reforçar o atendimento materno-infantil na nossa cidade. Será um serviço amplo de atendimento para a saúde da mulher”, lembrou o secretário Jaílson Correia.

Liberado R$ 1 bi em emendas parlamentares

Às vésperas do fim do recesso parlamentar, o governo autorizou a liberação de cerca de R$ 1 bilhão referente a restos a pagar de emendas parlamentares de 2014 e anos anteriores. A primeira liberação de recursos a parlamentares neste ano é uma tentativa do governo de acalmar deputados e senadores em meio às crises política e econômica, que devem ser acentuadas neste segundo semestre.
Haverá prioridade aos pagamentos de emendas parlamentares para compra de máquinas e equipamentos, mas as verbas para gastos com obras também serão contempladas.
"Não tem nenhum milagre. O que tem, pura e simplesmente, é que o governo está cumprindo a Lei Orçamentária. A nossa esperança é que a base do governo se solidifique mais", disse à reportagem o ministro Eliseu Padilha (Aviação Civil), que atua diretamente na articulação política do governo. "Queremos mostrar que, no embate político, temos que unir forças", afirmou.
Um líder partidário disse ter recebido telefonema do ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD), para comunicar a liberação de emendas.
Durante o recesso parlamentar, deputados demonstraram indignação com a dificuldade em obter as verbas do orçamento. Eles dizem estar sendo pressionados por prefeitos em suas bases eleitorais que, às vésperas das eleições, não têm recursos para executar as obras.
Em outra frente para atender à demanda nos Estados, a presidente Dilma Rousseff reúne hoje, em Brasília, os 27 governadores em busca de ajuda para evitar a aprovação de gastos extras previstos em projetos do Congresso, a chamada "pauta-bomba" de despesas para a União, Estados e municípios.
Dilma também tentará dar um tom menos pessimista sobre o futuro da economia, mesmo em meio à crise aguda. Os ministros da área econômica devem apresentar dados mostrando que a economia pode começar a reagir já no fim deste ano e, apesar das dificuldades, há uma luz no fim do túnel.(do blog de magno Martins)

Paulo busca investimentos e parcerias com setor privado

SÃO PAULO - O governador Paulo Câmara dedicou a sua agenda na capital paulista, nesta quarta-feira (29.07), a reuniões com empresários e executivos de empresas com investimentos em Pernambuco: Grupo Gerdau, Mitsui e Grupo CSN (Ferrovia Transnordestina). Nesta quinta-feira (30.07), pela manhã, antes de ir para Brasília (para o encontro dos governadores com a presidente Dilma Rousseff), o governador tem nova reunião com a presidente da TAM Linhas Aéreas, Claudia Sender, às 10h. Na pauta, o hub do Grupo Latam no Nordeste.

“Jorge Gerdau (presidente do Grupo Gerdau e do Conselho do Movimento Brasil Competitivo) é um empresário que tem grandes serviços prestados ao Brasil e foi ele que levou o Movimento Brasil Competitivo para Pernambuco, ainda no Governo Eduardo”, disse Paulo, lembrando que Gerdau ajudou a construir o modelo de gestão pública implantado no Estado. “Um modelo que faz, hoje, tanta diferença". Paulo Câmara convidou o empresário para participar da terceira etapa do “Projeto Pernambuco 2035”, o plano estratégico de longo prazo para o desenvolvimento de Pernambuco.

De acordo com Câmara, no próximo mês de setembro o Governo de Pernambuco lançará a Carteira de Empreendimentos Estruturais Privados, no âmbito do Pernambuco 2035. “Tenho certeza que o Movimento Brasil Competitivo continuará nos ajudando a construir esse Pernambuco mais eficiente e produtivo, que melhore a qualidade de vida do nosso povo”, argumentou o governador, que nas reuniões desta quarta-feira esteve acompanhado dos secretários Thiago Norões (Desenvolvimento Econômico) e José Neto (Assessoria Especial).

MITSUI - Na sede da Mitsui do Brasil, o chefe do Executivo estadual se encontrou com Rafael Bettini Gomes (diretor administrativo-financeiro da Copergás, representante da Mitsui na empresa pernambucana), Hiroki Toko (diretor-presidente da Mitsui Gás e Energia do Brasil), Shinji Tsuchiya (presidente e CEO da Mitsui & Co. Brasil. S.A.) e Kentaro Yabe (diretor da Mitsui e Co. Brasil S.A.). “Temos uma parceria estratégica com a Mitsui, na Copergás; mas o grupo tem outros interesses, outros investimentos em potencial, que, em breve, vamos ter a oportunidade de anunciar”, disse Paulo Câmara.

TRANSNORDESTINA - A terceira reunião de Paulo Câmara hoje foi com o presidente do Grupo CSN, Benjamin Steinbruch, e com o presidente da Ferrovia Transnordestina, o ex-ministro e ex-governador do Ceará, Ciro Gomes. “Sob a gestão de Ciro Gomes, a Transnordestina tem dado sinais de retomada das obras e do cumprimento de prazos. Tivemos uma reunião de trabalho, na qual Ciro nos apresentou a estratégia do Grupo CSN para a Transnordestina, sua engenharia econômica”. 

Na avaliação do governador pernambucano, com isso, a ferrovia tem condições de entrar num ritmo que permita a sua conclusão. “Esta é uma obra estruturadora, essencial para a logística da economia nordestina e se integra à nossa visão de futuro para Pernambuco e a região; pois temos um grande gargalo no escoamento da produção, que hoje depende principalmente da malha rodoviária”, argumentou Paulo Câmara. (29.07.2015)

Quem falsificou os extratos de Romário?

Fernando Brito
Gravíssima, apesar da ironia com que Romário a está tratando, esta situação criada pela denúncia da revista Veja de que o senador tinha uma conta oculta com R$ 7,5 milhões em Genebra, na Suíça. De lá, Romário informa que, reunido com advogados do Banco BSI, foi informado que os extratos apresentados pela revista “são falsos”.
Se são, quem os falsificou?
A revista, que o publicou?
O Ministério Público, em posse de quem a Veja diz estar o extrato reproduzido por ela?
A Polícia Federal? A Interpol?
São dois crimes: a falsificação de documento e a denunciação falsa de crime, pois seria crime manter conta no exterior, não declarada.
Romário diz, segundo o  Estadão,  que até amanhã apresenta documentos do banco provando a falsidade dos extratos.
Espera-se que o Ministério Público abra imediato inquérito sobre a falsificação.
E não se alegue “sigilo de fonte” para que a revista se recuse a dizer quem forneceu aquilo que ela publicou.
Não é fonte ou informante quem falsifica documentos para atingir criminalmente a terceiros, mas bandido.
Sobretudo e principalmente se for mesmo alguém do Ministério Público ou da Polícia Federal.
Aí é bandido de alta periculosidade.
Do tipo dos que a Veja gosta de ter como amigos.

A esfinge Cunha

A menos de uma semana da retomada dos trabalhos do Legislativo — frise-se, após um recesso ilegal —, todas as atenções estarão voltadas para o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A aposta é que ele chegue com a mesma agenda com a qual encerrou o semestre, ou seja, maioridade penal (segundo turno), o que faltou da reforma política e algumas “cascas de banana”, sob encomenda para que o governo deslize e precise de uma ajudinha do presidente da Câmara para se manter de pé.
A Cunha não interessa um governo recuperado, tampouco fortalecido, ainda que seja só um pouquinho acima do propalado “volume morto”. E é por aí que o deputado trabalhará. Não por acaso, as conversas palacianas têm girado em torno do que o Congresso pode e não pode fazer na largada do segundo semestre. Invariavelmente, alguns parlamentares são lembrados de que a agenda de Eduardo Cunha não pode se sobrepor à do país.
A esperança do governo é a de que as excelências se convençam a não servir de escada para o presidente da Casa. E, lembrem-se que, Lava-Jato à parte, de todos os que estão hoje na vitrine, apenas Dilma Rousseff não é candidata em 2018. (Denise Rothenburg – Correio Braziliense)

Lula entra na Justiça por danos morais contra jornalistas de revista Veja

alx_lula-pt_original
Da FolhaPress
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou na Justiça do Distrito Federal com uma ação por reparação de danos morais contra jornalistas da revista “Veja”.
O petista questiona reportagem publicada pela revista, nesta semana, afirmando que o ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro Filho, o Leo Pinheiro, está negociando delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato e que ofereceu informações sobre como Lula teria se beneficiado do esquema de corrupção da Petrobras.
A defesa do executivo, que está em prisão domiciliar e é próximo de Lula, negou a oferta após a publicação.
A Editora Abril, que edita a “Veja”, ainda não se pronunciou sobre o caso.
Os advogados de Lula acionaram judicialmente os jornalistas Robson Bonin, Adriano Ceolin e Daniel Pereira, que assinaram a reportagem, além do diretor de Redação da publicação, Eurípedes Alcântara.
“O texto é repugnante, pela forma como foi escrito e pela absoluta ausência de elementos que possam lhe dar suporte”, diz o Instituto Lula.
A peça sustenta também que, de acordo com jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, “a liberdade de comunicação e de imprensa pressupõe a necessidade de o jornalista e/ou o veículo pautar-se pela verdade”. A íntegra da ação não foi divulgada.
Segundo o texto da “Veja”, negociação entre o executivo e os investigadores da Lava Jato envolveria também o detalhamento de despesas pessoais da família de Lula pagas pela empreiteira e, ainda, a entrega de uma lista com todos os políticos que receberam dinheiro com origem no esquema de corrupção da Petrobras, por meio da OAS.
Leo Pinheiro foi preso em 14 de novembro de 2014, sob acusação de lavagem de dinheiro, corrupção ativa e de integrar organização criminosa. Ele nega as acusações. Foi colocado em prisão domiciliar em abril.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

João Paulo assume Sudene amanhã




O novo superintendente da Sudene, João Paulo Lima (PT), tomará posse amanhã, às 10h30, em cerimônia com a presença do ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, governadores, senadores, deputados federais e estaduais, vereadores, presidentes de partidos, lideranças políticas e demais convidados. A cerimônia acontecerá no auditório da Autarquia, 13º andar, na Praça Ministro João Gonçalves Souza, S/N, Engenho do Meio.  
 
João Paulo foi nomeado para comandar autarquia na última terça-feira pela presidente Dilma Rousseff (PT). Graduado em economia, foi membro do Conselho Deliberativo da Sudene, em 2008, como representante da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).  Ele assume o cargo em substituição José Márcio de Medeiros Maia, vereador de Maceió (PROS).
 
Uma das metas do novo superintendente da Sudene é fortalecer a capacidade de articulação política da autarquia junto aos governadores e outros agentes fomentadores do desenvolvimento da região. Também fará parte das suas diretrizes na instituição a retomada e   valorização do planejamento, dentro de uma visão múltipla, integrada e sustentável de desenvolvimento.(Do blog de Magno Martins)

Comitê de Prevenção de Acidentes realiza ação educativa na Semana do Motociclista‏‏

Nos últimos dez anos, a frota de motociclistas no estado de
Pernambuco, teve um aumento de 380%, passando de 228 para 869 mil
motos. O crescimento das estatísticas de acidentes neste período são
preocupantes. No Estado os acidentes com moto representam mais de 30%
das ocorrências de acidentes de trânsito.
 
Para buscar diminuir estes altos índices, o CRPAM - COMITÊ REGIONAL DE
PREVENÇÃO AOS ACIDENTES DE MOTOS da V Gerência Regional de Saúde, em
Garanhuns, programou uma agenda comemorativa do Dia Nacional do
Motociclista - 27 de julho, que será estendida para semana de 27 à
02/08/2015, com mobilização dos parceiros membros Comitê, realizando
uma série de atividades para chamar a atenção e a responsabilidade dos
motociclistas da região para SEGURANÇA, LEGISLAÇÃO e EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO.
 
Segundo a gestora da V GERES, Dra. Catarina Tenório, "a expectativa é
que principalmente os trabalhadores motociclistas, percebam a
importância de iniciativas que possam promover a prevenção de
acidentes, participando dos cursos, reciclegem e moto check up, que
serão oferecidos gratuitamente pelas instituições parceiras do COMITÊ,
a exemplo da Auto Escola Drive, Auto Escola Garanhuns, Alves Motos
Honda, DER/PE, Polícia Rodoviária Federal, AMSTT, V GERES, DETRAN/PE,
entre outros".
 
A abertura das atividades acontece na próxima segunda (27), às 09h, no
Espaço Luiz Jardim, centro de Garanhuns. A programação completa das
atividades está disponível na V GERES.

Governo instala Comitê de Enfrentamento à Violência no Futebol nesta terça

Com o objetivo de coibir a crescente violência no futebol, o Governo de Pernambuco irá instalar, nesta terça-feira (28), um comitê permanente de enfrentamento à essa realidade. O governador Paulo Câmara comandará a solenidade, às 15h, no Salão das Bandeiras do Palácio do Campo das Princesas. Foram convidados a participar do grupo de trabalho o Tribunal de Justiça, o Ministério Público, as polícias Civil e Militar, o Corpo de Bombeiros, os clubes e a Federação Pernambucana de Futebol. 

Cursos do Chapéu de Palha para pescadores começam nesta segunda-feira (27)


Pescadores artesanais, inscritos no programa Chapéu de Palha, coordenado pela Secretaria de Planejamento e Gestão, começaram nesta segunda-feira (27), cursos de qualificação profissional. Foram criadas, em parceria com as secretarias estaduais de Educação e da Mulher, 167 turmas para atender 4.938 trabalhadores em 33 municípios pernambucanos. São oferecidas aulas de formação sociopolítica e profissionalizantes.

O Chapéu da Palha da Pesca Artesanal, neste ano, cadastrou 10.334 pescadores em 53 municípios do Agreste, do Sertão e do Litoral. Além dos cursos de qualificação, os inscritos recebem um auxílio dividido em quatro parcelas de R$ 256,52, valor complementar ao Bolsa Família. O programa também atende marisqueiros.

Novas turmas estão previstas para os próximos dois meses e as aulas devem seguir até o fim de setembro, quando o programa concluirá as ações deste ano. Assim como os trabalhadores rurais da palha da cana e da fruticultura irrigada, que são atendidos durante a entressafra, os pescadores participam do programa durante o período de proibição da pesca artesanal.

Na edição de 2015, o Chapéu de Palha cadastrou 30.015 trabalhadores em todo o Estado, em três frentes: Cana-de-açúcar, Fruticultura Irrigada e Pesca Artesanal. As atividades voltadas para os agricultores que trabalham nas plantações de fruta foram encerradas neste fim de semana